Projeto piloto dá início ao monitoramento processual no TCE-GO


A Gerência de Tecnologia da Informação apresentou hoje (12/jul) uma visão geral de como será a nova ferramenta para classificação e monitoramento de processos no TCE-GO. A novidade será inicialmente testada como projeto-piloto no Serviço de Registro de Atos de Pessoal, da Gerência de Controle de Atos de Pessoal, e na Gerência de Fiscalização.

Trata-se de um novo módulo no sistema GPRO (Gestão de Processo Eletrônico), denominado Monitoramento Processual, que vai permitir que cada unidade crie seus próprios critérios para gerir a instrução processual, podendo posteriormente monitorar indicadores sobre o trabalho da unidade, e por consequência de toda a atividade-fim do TCE.

Os dados coletados irão possibilitar ao gestor conhecer a realidade do seu setor, de maneira quantitativa e qualitativa, observando as informações sobre a natureza dos processos, tempos de permanência em cada fase da instrução, dentre outras informações.

O gerente de Tecnologia da Informação, Marcelo Augusto Pedreira Xavier, explicou que a nova ferramenta vai propiciar diversos cruzamentos de dados para análise, contribuindo na qualidade da fiscalização. Ele citou como exemplos a possibilidade de avaliar se um processo de mesmo assunto de um órgão leva o mesmo tempo do que de outro jurisdicionado, ou saber o tempo médio para a análise de processos com características semelhantes, dentre outras inúmeras variáveis.

Além de Marcelo, participaram da apresentação do Monitoramento Processual o chefe do Serviço de Sistemas de Informação, Licardino Siqueira Pires, e os gerentes do projeto, Arlindo Cavalcante e Luzia Dourado. A reunião contou ainda com as presenças da diretora de Planejamento, Gleice de Melo, e de representantes da Secretaria de Controle Externo.